Natal e Revéillon com crianças ou Menos é o Novo Mais!

Blog Meu Ninho
10 de dezembro de 2015
Um brinde à liberdade!
2 de janeiro de 2016
Exibir Tudo

image

Qual criança não curte Natal e festa de ano novo? Quando eu era pequena, ficava numa euforia louca quando ia chegando perto. A árvore cheia de presentes, as festas com a família, a “mão no saco” – uma espécie de inimigo oculto que era nossa tradição e que só tinha presente engraçado, tipo rolo de papel higiênico -, as comidas gostosas, as brincadeiras com os primos, enfim, era uma farra.

Lembro de uma vez que fiquei doente e da minha tristeza em não poder participar da ceia, na casa da minha tia avó, fiquei inconsolável… Só que depois a gente vai crescendo e perdendo essa empolgação com as coisas. Tudo passa a não ser mais uma novidade.

E sempre tem uma briga ou outra na família (adultos infelizmente são seres que complicam tudo) e no natal os conflitos ganham uma proporção maior, não tem jeito. Ou vai dizer que a sua família é perfeita? Nunca é.

Mas quando a gente tem filho, o natal volta a ter uma certa magia. Vicente só fala nisso há um tempão, desde que passou seu aniversário (com aniversário fica difícil de competir, vai?)

Hoje ele acordou e a primeira coisa que disse foi:

-Mamãe, hoje é o Natal?

-É hoje, filho! Chegou! Feliz Natal!

-Ai, eu tô tão feliz que o natal chegou!

Affff… Tem como não se derreter?

Não são nem 14:30 e ele já está desesperado pra ir pra avó!

Só que assim, na minha humilde opinião, festa de Natal só fica legal mesmo quando a criança tem a partir de 2 aninhos. No mais, a não ser que a família toda se adapte e faça a celebração mais cedo, o que era pra ser legal fica super cansativo.

Revéillon nem se fala! Lembro quando ele tinha 1 mês e meio, fomos virar o ano na casa da minha mãe com várias pessoas da família e alguns amigos. Na teoria seria tudo lindo a não ser pelo detalhe de que eu e Marcelo estávamos mortos, exaustos e que meia noite não chegava nunca.

Meu conselho pra quem está com recém-nascido é: faça ou encomende uma comida gostosa e fique no conforto do seu lar! Nada mais libertador do que estar em paz com tão pouco (ou “tão muito”.)

Aliás, eu tenho pavor dessa euforia de ano novo e carnaval, de ter a OBRIGAÇÃO de ser feliz, beber todas, dormir só quando amanhecer… Senão, você não aproveitou nada.

Já passei alguns réveillons e carnavais memoráveis, daqueles despretensiosos que acabam entrando pra história, mas quando faço mil planos mirabolantes, é frustração na certa.

Com criança, fica mais complicado. Não rola de ir pra uma super festa, dançar até de manhã nem muito menos tomar um porre. O que é gostoso de fazer e ano passado conseguimos, é viajar pra um hotel fazenda (ou alugar uma casa legal). Vicente se divertiu horrores com os bichos, na piscina, no parquinho, estouramos um champanhe meia noite e meia noite e meia estávamos dormindo cansados e felizes.

Acho ano novo muito tumultuado, Vicente sempre se assusta com os fogos e gosta que a gente esteja por perto.

Esse ano vamos passar com duas amigas, numa ótima, num apartamento delícia e com direito às nossas cachorras por perto.

Mas se não tivesse rolado esse convite, já estava pensando nuns quitutes legais, numa bebidinha e íamos ficar por casa mesmo.

O importante é o clichezão SAÚDE e mentalizar coisas boas pro próximo ano.

De uns tempos pra cá, venho aprendendo que menos é o novo MAIS.

Que todos tenham uma noite de Natal de paz, amor e harmonia.❤️?

 

 

 

 

 

Natália Sambrini
Natália Sambrini
Sou Natalia, mãe do Vicente, roteirista, atriz, produtora, escorpião com ascendente em áries e lua em câncer (pra quem é ligado nos astros), balzaca, brasileira por parte de mãe e paraguaia por parte de pai, carioca da gema, feminista, questionadora, ansiosa, inquieta e insone por natureza... sou coisa a beça! O que eu gosto mesmo é de gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DESEJA RECEBER NOVIDADES?
Preencha o formulário abaixo e fique por dentro das novidades do Multiplicamor!
Respeitamos as boas práticas de envio de email e não divulgamos suas informações.